top of page

Como ser chamado para Entrevistas?

Por Gabriela Bevilacqua


Na hora de buscar recolocação, muitos profissionais acabam deixando de lado um aspecto importantíssimo: identificar, mencionar e destacar suas competências comportamentais.

Você sabe o que elas são? Primeiramente, precisamos definir os dois tipos de competências existentes: técnicas e comportamentais.



Competências Técnicas


As competências técnicas podem ser ensinadas e mensuradas, como por exemplo: idiomas, linguagens de programação e cursos técnicos. Não há, portanto, dificuldade em demonstrá-las no seus documentos profissionais, como no currículo ou LinkedIn. Geralmente, se encaixam na seção de Educação, Cursos ou Idiomas.


Competências Comportamentais


Já as competências comportamentais são definidas como um conjunto de atitudes e hábitos que refletem em como o profissional pensa e age dentro e fora de uma organização.


Para ilustrar melhor o assunto, trago uma recente reportagem publicada pelo InfoMoney. Nela, Alexandre Ullmann (head de RH do LinkedIn) lista as sete competências comportamentais, mais desejadas pelos empregadores no momento:


1- Inteligência Emocional - Habilidade em lidar com as emoções e sentimentos no dia a dia de trabalho;

2- Criatividade - Habilidade muito relacionada à resolução de problemas;

3- Adaptabilidade - Habilidade de se adaptar a novos cenários de forma ágil;

4 - Resolução de Problemas - Inclui análise, compreensão, e foco para a resolução;

5 - Gestão de Tempo - Planejamento e controle consciente do tempo;

6- Capacidade de lidar com gerações diferentes - Habilidade em gerar um ambiente pacífico e a favor de inovação entre diferentes gerações;

7- Capacidade de lidar com a diversidade - Ter uma mentalidade voltada para um ambiente plural e diverso, sem preconceitos.


Então como as empresas hoje em dia contratam?


Sem dúvida, as empresas contratam a partir das competências técnicas e comportamentais. Porém, ainda é muito enraizado o conceito de destacar somente as competências técnicas no currículo, deixando de lado as comportamentais.

Por exemplo, quantas e quantas vezes já escutamos a frase: “As empresas contratam pela competência técnica e demitem pela competência comportamental”.

Infelizmente, essa percepção ainda está muito difundida dentre candidatos na hora de escrever seus documentos profissionais. A tendência é valorizar mais as habilidades técnicas. Um grande erro! As competências comportamentais são tão importantes quanto as técnicas.


Como provar as competências comportamentais ao empregador?


A resposta é simples: explicando como você conseguiu conquistá-las! Por exemplo, quando você menciona na sua Headline ou no Sumário de Qualificações: “Profissional da área de vendas com excelente comunicação e relação interpessoal"você precisa também mencionar como desenvolveu essas habilidades.


A dica então é explicá-la na seção de Experiência Profissional. Exemplo: "Liderou projeto de vendas comissionadas para 20 funcionários de diferentes setores, resultando num aumento de engajamento entre os times de 25% em três meses." Assim você consegue comprovar quantitativamente como fez para desenvolver suas habilidades comportamentais, trazendo mais robustez ao seu portfólio.

Fez sentido? Nunca deixe de avaliar suas habilidades comportamentais e mencioná-las de maneira clara e objetiva nos seus documentos profissionais.


Trabalhar no Canadá


Nunca se esqueça que para trabalhar no Canadá você precisará de permissão para trabalho. Caso sua profissão seja regulamentada, precisará cuidar disso também.


Estamos sempre à disposição para te ajudar nesse processo. Entre em contato respondendo este email, via whatsapp ou na página de contato.

Commentaires


bottom of page