Ranking ATUALIZADO 2018 dos colleges canadenses



“Estudar no Canadá” é um tema que está longe de ser novidade no Brasil e é bastante comum em rodas de bate papo de jovens entre 20 e 35 anos, eventualmente, com um quarentão no grupo. Nestas conversas, é comum alguém sair com a frase: “estou indo para o Canadá fazer um college”, ou ainda “não farei a minha pós aqui no Brasil, vou fazê-la no Canadá em um baita college”.


Enfim, obviamente não temos como estranhar, pois as instituições de ensino superior no Brasil estão em posição bastante vulnerável, para não dizer que muitas se encontram à beira de fechar as portas. As exceções são aquelas que seguem imponentes e fortes, embora normalmente muito caras. Para complementar o cenário, o estudante sai dessas instituições com a graduação ou pós-graduação concluída e se depara com um mercado de trabalho muito fragilizado e com salários nada estimulantes.


Ou seja: sim, estes jovens correm para fazer essa graduação no exterior! E aí não há dúvida, o queridinho com uma bela indústria de educação de ponta é o Canadá!


Mas afinal, o que são Colleges?

No Brasil temos Escolas Técnicas, Faculdades e Universidades, mas não Colleges…

Realmente não existe o “modelo College” de ensino, mas ele deveria estar disponível, pois estas instituições dão ao formando o status de possuir um curso superior, ainda que ele não saia de lá com o título de Bacharel como na universidade. Os Colleges foram criados para oferecer o pragmatismo para o mercado de trabalho, o lado prático de cada profissão, e não as teorias muitas vezes exageradas dos cursos universitários. Algo que talvez possa ser próximo ao politécnico brasileiro, mas ainda com diferenças.


Vamos exemplificar: se você estudar Engenharia Mecânica em uma Universidade no Canadá, o curso terá 4 anos, talvez um pouquinho mais, e sairá de lá como Bacharel em Engenharia Mecânica (como no Brasil exatamente).

Se você não tem recursos suficientes para entrar em uma universidade (elas também são caras e o estudo gratuito só vai até o fim do High School), o college aparece como boa escolha para cursar Engenharia Mecânica em 2 anos.

Esta opção, entretanto, oferece Diploma de Engenharia Mecânica sem o status de Bacharel. Por outro lado, o curso será mais barato, oferece 2 anos de muita intensidade e o aluno sairá valorizadíssimo para o mercado de trabalho. A razão? No Canadá se entende o quão duros são os currículos e grades dessas instituições, sempre com pouca teoria e muita prática.


E as Pós-graduações em Colleges?

As Pós-graduações cursadas nos Colleges, por sua vez, são como as do Brasil, entretanto, com conteúdos e exigências extremamente mais fortes.