Descubra se o Projeto Canadá é o caminho ideal para seu futuro



Essa pergunta deve ser a base para o início do seu planejamento. Claro que, de prontidão, você irá responder que sim. A decisão de sair do seu país pode ser quase que em um ato de desespero. A busca por um lugar com segurança e estabilidade pode ser das principais razões para você tomar esta decisão.


Mas, é preciso ir um pouco mais afundo nessa resposta antes mesmo de começar o seu planejamento. Algumas verdades precisam ser ditas nesse processo: o Canadá é um país frio, você terá que recomeçar e muitas vezes os motivos que te fazem querer tomar essas decisão agora, ao longo do tempo não serão fortes o suficiente para te fazerem ficar.



Antes de responder essa primeira pergunta, se faça outras pelo caminho. Entenda se o estilo de vida do país combina com o seu, analise se as decisões políticas e a diversidade do país são valores que você também partilha. Além disso, avalie se as questões negativas são realmente empecilhos para você, como exemplo o frio, que é um fator que incomoda muitas pessoas e faz com que boa parte do ano a vida seja mais pacato. Outra questão a se considerar é o idioma. Não adianta odiar ou ter dificuldades de aprender inglês ou francês. A língua será a sua principal conexão com as pessoas, e as oportunidades.



Outro ponto tão subestimado nesse processo é a saudade da família, dos amigos e de tudo o que você tinha no Brasil. Acredite, depois de um tempo a saudade aperta e começa a influenciar o seu Projeto. Está tudo bem sentir saudades, e está tudo bem se você concluir o processo do college e querer voltar para o abraço de seus pais, irmãos e amigos. Se a saudade for um fator maior do que seu objetivo final, talvez seja preciso avaliar se este sonho vale a pena para o seu projeto de vida.



Além da saudade, saiba que você precisará de muita humildade e resiliência para entender que por aqui você será só mais uma imigrante. Muitas das vezes, principalmente no começo, pouco irá importar o cargo que você tinha no Brasil, sua formação ou o seu background. Você terá que aprender a recomeçar. Não menospreze essa etapa, entenda que imigrar, em sua grande maioria, significa deixar para trás privilégios, daqueles que você só valoriza quando os têm.



E chegamos a outro assunto que muda muito quando você decide deixar o Brasil: o privilégio de usufruir de inúmeros serviços. Fazer a unha semanalmente, manter a hidratação e a escova na cabeleira, uma consulta com um especialista, e até mesmo aquela ajudinha na reforma do apê, são privilégios que você terá que aprender a deixar de lado, até porque serviços no Canadá é muito caro, pois a vida e o trabalho das pessoas têm um extremo valor por aqui. Se você está acostumado a ter ajuda domiciliar, ajuda com seus filhos e diversas outras coisas, saiba que aqui provavelmente ficará muito difícil custear esses trabalhos. A cultura no Canadá é baseada no DIY (Do it Yourself), ou melhor dizendo: ‘faça você mesmo’. Você abastece seu carro, você troca seu pneu, você limpa sua casa, você monta seus móveis, e dessa forma você vai aprendendo a se virar. Agora vem a pergunta: Você está preparado para deixar de ser servido e passar a fazer você mesmo?



Por fim, o mais importante é que todos os membros da família embarcando com você tenham os mesmos motivos fortes para sair do país. Dessa forma, a adaptação de todos será mais fácil. Lembre-se que está tudo bem se você concluir que o Canadá não é para você. O que vale no final são os frutos que você irá colher desta experiência. Nunca é tarde para sonhar, reinventar e recomeçar.